Pesquisar
Close this search box.

O Cururu

O Cururu “O coro imenso continuava sem dar fé do que acontecia a um de seus cantores.” Por Jorge de Lima (in memoriam) Tudo quieto, o primeiro cururu surgiu na margem, molhado, reluzente na semiescuridão. Engoliu um mosquito; baixou a cabeçorra; tragou um cascudinho; mergulhou de novo, e bum-bum! Soou uma nota soturna do concerto […]

×