Pesquisar
Close this search box.

Não foi acidente!

São Paulo - O índio pataxó Hã-hã-hãe “Tawary Titiah”, da etnia Bainã, do sul da Bahia, denuncia a invasão de suas terras, já demarcadas pelo STF, por madeireiros e jagunços para a retirada ilegal de madeira (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Brumadinho: Não foi acidente! É Genocídio, é Etnocídio sistemático! Do Facebook da Jéssica Tôrres Em 2015 mataram o Watu (Rio Doce), que é uma fonte de vida e energia sagrada para os Borum [Burum], o povo indígena Krenak. Em 2019 matam nosso Paraopeba, que banha a aldeia Naô Xohã , do povo indígena Pataxó Hã-Hã-Hãe. […]

×
×