Pesquisar
Close this search box.

Meus tempos de criança nos seringais do Rio Muru

Meus tempos de criança nos seringais do Rio Muru

Meus tempos de criança nos seringais do Rio Muru Febre e Promessa no Currimboque: Ainda na colocação Currimboque, promessa feita, dádiva recebida e sacrifício pago… Num daqueles ‘dias de branco’ –  como costumavam dizer os seringueiros adultos – , saí para cortar minha estrada de seringa, São José ‘de cima’ (lembrem-se disso: toda estrada tem […]

Meus tempos de criança nos seringais do Rio Muru

Meus tempos de criança nos seringais do Rio Muru

Febre e Promessa no Currimboque: Ainda na colocação Currimboque, promessa feita, dádiva recebida e sacrifício pago Por Txai Antônio Macêdo Num daqueles ‘dias de branco’ –  como costumavam dizer os seringueiros adultos – , saí para cortar minha estrada de seringa, São José ‘de cima’ (lembrem-se disso: toda estrada tem seu próprio nome) e no […]

Txai Macêdo: O começo de minha história no coração da Amazônia

O começo de minha história: do berço de ouro ao paraíso perdido. Conheça um pouco da  emocionante memória de um grande seringueiro, indigenista e txai da Amazônia. Por: Txai Antônio Macêdo – Primeiras memórias: meu pai… Procuro reconstituir a memória e a história de um grande infante, porém determinado, e  por sua vez traído pelo destino […]

×