Pesquisar
Close this search box.

Meu tempo de criança nos Seringais do Rio Muru

Meu tempo de criança nos Seringais do Rio Muru

Meu tempo de criança nos Seringais do Rio Muru Por Antônio Batista de Macêdo  Ali era louco, era inóspito, como se dizia lá: “Tudo no bruto há 18 anos”. A colocação Currimboque, onde estávamos morando e trabalhando, fazia já dezoito anos que não era habitada por ninguém. Por isso, tudo ali já havia regenerado, e […]

Txai Macêdo: O começo de minha história no coração da Amazônia

O começo de minha história: do berço de ouro ao paraíso perdido. Conheça um pouco da  emocionante memória de um grande seringueiro, indigenista e txai da Amazônia. Por: Txai Antônio Macêdo – Primeiras memórias: meu pai… Procuro reconstituir a memória e a história de um grande infante, porém determinado, e  por sua vez traído pelo destino […]