Pesquisar
Close this search box.

Candelária: A velocidade do emprego Desempregou Raimundo

CANDELÁRIA

A velocidade do emprego

Desempregou Raimundo

Que agora gira mundo

No concreto abstrato da cidade

Terça e quinta nas escadas tem sopa

Tomara que Raimundo

Gira mundo

Não passe por lá na segunda

É muito arriscado na sexta

Na quarta tem penitencia

Sábado, lavagem

Domingo é a missa

A sopa pode ser

O alimento da semana

Pra Raimundo

Girar o mundo

É a contrapartida

A filantropia

Salvando Raimundos

Que giram o mundo

Raimundo

Gira mundo

Só não pode esquecer

Terça e quinta na candelária…

ANOTE AÍ:

O poema Candelária é de Geri Nogueira, escritor e poeta do Distrito Federal.

A Igreja de Nossa Senhora da Candelária é um templo católico  localizado no Centro do Rio de Janeiro, Brasil.

A igreja teve seu nome associado a dois eventos marcantes da segunda metade do século XX : o Comício da Candelária no movimento das Diretas Já, em 1984,  e a  Chacina da Candelária, um massacre de moradores de rua,  ocorrido nas proximidades da igreja na madrugada de 23 de julho de 1993que teve repercussão internacional. Já no século XXI, a Igreja fica marcada por receber uma das duas piras olímpicas da Rio 2016.

Foto: odia.ig.com.br

COMÍCIO DA CANDELÁRIA

O Comício da Candelária foi uma manifestação política ocorrida em 10 de abril de 1984 na cidade do Rio de Janeiro, em frente à Candelária.  A manifestação, parte do movimento das Diretas Já, reuniu 1 milhão de pessoas e é considerada a maior manifestação política da História do Brasil. 

O comício começou a ser preparado treze dias antes da data escolhida. Foram impressos dez milhões de panfletos, 200 mil cartazes e foram utilizados setecentos outdoors  para a divulgação da manifestação. Uma conta para arrecadação de fundos foi aberta no Banco do Estado do Rio de Janeiro (BANERJ). O Comício durou mais de seis horas e foi transmitido pelas emissoras de televisão, inclusive a TV Globo. No encerramento, a cantora Fafá de Belém foi seguida pela massa presente ao cantar o Hino Nacional Brasileiro.  Duas semanas depois do comício, em 25 de abril de 1984,  a Emenda Dante de Oliveira, que propunha as Diretas Já, foi derrotada no Congresso Nacional, que manteve eleições indiretas para o ano de 1985. Foi eleito Tancredo Neves, que faleceu antes da posse, sendo substituído por seu vice, José Sarney.

Foto: brasileconomico.ig.com.br

CHACINA DA CANDELÁRIA 

A Chacina da Candelária ocorreu na noite de  23 de julho de 1993 quando, pouco antes da meia-noite, dois carros chevettes com placas cobertas pararam em frente à Igreja da Candelária e seus ocupantes  atiraram contra dezenas de pessoas, a maioria crianças e adolescentes, que estavam dormindo nas proximidades da Igreja.

Posteriormente, nas investigações, descobriu-se que os autores dos disparos eram policiais. Como resultado, seis menores e dois maiores morreram e várias crianças e adolescentes ficaram feridos. Um dos sobreviventes da chacina, Sandro Barbosa do Nascimento, voltou aos noticiários quase sete anos depois, como o autor do  Sequestro do Ônibus 174.

Os nomes dos oito mortos no episódio encontram-se inscritos em uma cruz de madeira, erguida no jardim de frente da Igreja:[

  • Paulo Roberto de Oliveira, 11 anos
  • Anderson de Oliveira Pereira, 13 anos
  • Marcelo Cândido de Jesus, 14 anos
  • Valdevino Miguel de Almeida, 14 anos
  • “Gambazinho”, 17 anos
  • Leandro Santos da Conceição, 17 anos
  • Paulo José da Silva, 18 anos
  • Marcos Antônio Alves da Silva, 19 anos

No decorrer do processo, foram indiciadas sete pessoas no total: o ex-Policial Militar  Marcus Vinícius Emmanuel Borges, os Policiais Militares Cláudio dos Santos e Marcelo Cortes, o serralheiro Jurandir Gomes França, Nelson Oliveira dos Santos, Marco Aurélio Dias de Alcântara e Arlindo Afonso Lisboa Júnior.
Cláudio, Marcelo e Jurandir foram inocentados no processo.
Arlindo ainda não foi julgado pela chacina, tendo sido condenado a dois anos por ter em seu poder uma das armas do crime.

Os outros três, que já foram condenados, permanecem em liberdade, beneficiadas por indulto ou liberdade condicional: 

  • Marcus Vinicius Emmanuel Borges, ex-Policial Militar – foi condenado a 309 anos de prisão em primeira instância. Recorreu a sentença e, num segundo julgamento, foi condenado a 89 anos. Insatisfeito com o resultado, o Ministério Público pediu um novo julgamento e, em fevereiro de 2003, Emmanuel foi condenado a 300 anos mas permanece em liberdade.
  • Nelson Oliveira dos Santos – foi condenado a 243 anos de prisão pelas mortes da chacina e a 18 anos por tentativa de assassinato de Santos. Recorreu a sentença, sendo absolvido pelas mortes em um segundo julgamento, mesmo após ter confessado o crime. O Ministério Público recorreu e, no ano de 2000, Nelson foi condenando a 27 anos de prisão pelas mortes e foi mantida a condenação por tentativa de assassinato, somando uma pena de 45 anos. Nelson Oliveira dos Santos também já está solto. Atualmente ele está em liberdade condicional por outros crimes, segundo o Tribunal de Justiça do Rio.[1]
  • Marco Aurélio Dias de Alcântara – foi condenado a 204 anos de prisão e também foi liberado da prisão.

Envolvidos na chacina que não foram condenados:

  • Arlindo Afonso Lisboa Júnior – condenado a dois anos por ter em seu poder uma das armas usadas no crime.
  • Carlos Jorge Liaffa – não foi indiciado, mesmo tendo sido reconhecido por um sobrevivente e a perícia ter comprovado que uma das cápsulas que atingiu uma das vítimas foi disparada pela arma de seu padrasto.

O monumento com o nome das pessoas assasinadas no massacre com a igreja no fundo

Há em frente à igreja um pequeno monumento que relembra à chacina. Ele é constituído por uma cruz de madeira, que tem inscrito os nomes dos jovens assassinados, e uma placa de concreto. Esta mesma sofreu aparentemente ações de vandalismo, pois está bastante danificada, desmembrada do seu suporte e com sua epígrafe ilegível.

Fonte: Wikepedia.

0 0 votos
Avaliação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários

Parcerias

Ads2_parceiros_CNTE
Ads2_parceiros_Bancários
Ads2_parceiros_Sertão_Cerratense
Ads2_parceiros_Brasil_Popular
Ads2_parceiros_Entorno_Sul
Ads2_parceiros_Sinpro
Ads2_parceiros_Fenae
Ads2_parceiros_Inst.Altair
Ads2_parceiros_Fetec
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow

REVISTA

REVISTA 112
REVISTA 109
REVISTA 110
REVISTA 111
REVISTA 108
REVISTA 107
REVISTA 106
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow

CONTATO

logo xapuri

posts recentes