Pesquisar
Close this search box.

Às expensas das Férias

 
Às expensas das Férias
 
Por Padre Joacir d´Abadia
 
Depois de um ano de trabalho, duro labor, eis que chegara o momento tão esperado: as férias.  Encontrei logo de chegada ao hotel uma mensagem, que mexeu profundamente comigo. Alguém na primazia do exercício de sua função deixara anotado, junto a um bloco de papel e uma caneta:
 
“Este apartamento foi cuidadosamente arrumado por: Andressa, Camareira responsável. Utilize o bloco de anotações caso queira compartilhar alguma preferência”. O convite fora feito: escrever!
 
Neste instante, o padre escritor lembrou que, em tempos de luta focada na deseducação do povo, precisava soltar e registrar suas palavras pela escrita. Sacou da caneta e em disparado escreveu o primeiro bilhete, uma reflexão que havia sido inspirada na Ilha Morro de São Paulo-BA, no dia 18 de janeiro de 2020.

Opções de Férias

1. Eu optei! 
 
Eu optei por gostar de todos os lugares que eu for; de todas as comidas que experimentar; da água que eu beber; das pessoas que eu conhecer; das histórias que ouvir; gosto de ouvir também quando falam mal dos governantes e administração pública, assim podemos avaliar e discutir sobre o assunto, escuto a todos.
 
Optei ainda por agradecer. É um sentimento muito forte.
 
Optei com grande alegria poder vestir uma roupa qualquer sem me preocupar com o meu estereótipo já fixado no imaginário popular.
 
Optei por ser padre, sim! E também ser gente!
 
Optei para ouvir todos os ritmos, não tem como ser diferente. Somos uma mistura!
 
Optei por ser pastor de homens, todo eles e qualquer um.
 
Optei pelo todo que compõe o homem: suas poesias, histórias, dramas e representações da vida.
 
Optei pela linguagem do amor que supera obstáculos, vence preconceitos e me permite  comunicar com todos os povos!
 
Optei por não falar do assunto que ainda sangra minha alegria de viver. É um grande desconforto pensar nas gotas de sangue que meu coração lacrimejou naquele tempo de noite escura.
 
Optei por não escavoucar o que me causa silêncio.
 
Optei por buscar a tranquilidade no recolhimento da oração e da  fé.
 
Optei por carregar a certeza de que ainda se pode fazer amizade.
 
Optei por enxergar sempre o melhor de cada um que cruza o meu caminho:
 
Optei por crer que Deus multiplica mais e mais. Que Ele conhece nossos corações e para aqueles que se mantém fiéis a Ele em todos os momentos a recompensa chegará.
 
Optei por perceber que pessoas boas existem sim, elas estão ao nosso redor e que nem sempre são notadas , elas estão próximas a nós com suas histórias que sempre nos enriquecem.
 
Optei por viver a minha  história entrecruzando-a com a história, com a vida do outro. Ainda que não seja tão fácil.
 
Optei por andar por todos os lugares levando a mensagem do Cristo com afeto e esperança.
 
Optei por fazer de cada momento um encontro de história: entre as letras e o trabalho.
 
Optei por valorizar cada pão que se podia comer, valorizando as mãos que o fizeram e o trabalho humano em todas as funções necessárias para o bem estar do outro.
 
Optei pelo  significado novo da esperança.
 
Optei por encontrar uma nova forma de se viver a vida da escrita.
 
Optei por continuar a achar o Brasil lindo e sua gente mais linda ainda!
 
Optei por continuar me inspirando  a beleza da simplicidade.
 
Optei por continuar minha missão, possibilitando e desejando que todos tenham as mesmas oportunidades que eu, de poder tirar férias, de viajar, de conhecer outros estados.
 
Optei por rezar  e contribuir para que todos tenham direitos iguais e vida digna. E que as pessoas não sejam iludidas por uma obra feita ou outra, mas que sejam conscientes que todo o dinheiro vem de impostos, que são pagos pelo povo.
 
E deixo meu pedido, Senhor!
 
– Que todos valorizem nosso lindo Brasil, que todos possam conhecer os maravilhosos Estados brasileiros com suas ricas culturas e conhecer a história da nossa gente,
Que todos possam ser alfabetizados e letrados para que não sejam enganados. Fica a dica: viajar ajuda cada pessoa a valorizar o que tem e a ter outros quereres! Saia pelo Brasil! Tenha um destino. “Destino: não ter destino!” Então, viaje às expensas das férias.
 
Se nada mudar, invente, e quando mudar, entenda. Se ficar difícil, enfrente, e quando ficar fácil, agradeça. Se a tristeza rondar, alegre-se, e quando ficar alegre, contagie. E quando recomeçar, acredite, você pode tudo. Tudo é possível pelo amor, e pela fé que você tem em Deus! “
 
 
Padre Joacir d’Abadia, filósofo autor de 12 livros, especialista em Docência do Ensino Superior, bacharel e Filosofia e Teologia.
 
Slide 1

UMA REVISTA PRA CHAMAR DE NOSSA

CONTRIBUA COM A REVISTA XAPURI
PIX: contato@xapuri.info

revista 115

Block
 
 
 
 
 
 
 
Block

Era novembro de 2014. Primeiro fim de semana. Plena campanha da Dilma. Fim de tarde na RPPN dele, a Linda Serra dos Topázios. Jaime e eu começamos a conversar sobre a falta que fazia termos acesso a um veículo independente e democrático de informação.

Resolvemos fundar o nosso. Um espaço não comercial, de resistência. Mais um trabalho de militância, voluntário, por suposto. Jaime propôs um jornal; eu, uma revista. O nome eu escolhi (ele queria Bacurau). Dividimos as tarefas. A capa ficou com ele, a linha editorial também.

Correr atrás da grana ficou por minha conta. A paleta de cores, depois de larga prosa, Jaime fechou questão – “nossas cores vão ser o vermelho e o amarelo, porque revista tem que ter cor de luta, cor vibrante” (eu queria verde-floresta). Na paz, acabei enfiando um branco.

Fizemos a primeira edição da Xapuri lá mesmo, na Reserva, em uma noite. Optamos por centrar na pauta socioambiental. Nossa primeira capa foi sobre os povos indígenas isolados do Acre: ‘Isolados, Bravos, Livres: Um Brasil Indígena por Conhecer”. Depois de tudo pronto, Jaime inventou de fazer uma outra boneca, “porque toda revista tem que ter número zero”.

Dessa vez finquei pé, ficamos com a capa indígena. Voltei pra Brasília com a boneca praticamente pronta e com a missão de dar um jeito de imprimir. Nos dias seguintes, o Jaime veio pra Formosa, pra convencer minha irmã Lúcia a revisar a revista, “de grátis”. Com a primeira revista impressa, a próxima tarefa foi montar o Conselho Editorial.

Jaime fez questão de visitar, explicar o projeto e convidar pessoalmente cada conselheiro e cada conselheira (até a doença agravar, nos seus últimos meses de vida, nunca abriu mão dessa tarefa). Daqui rumamos pra Goiânia, para convidar o arqueólogo Altair Sales Barbosa, nosso primeiro conselheiro. “O mais sabido de nóis,” segundo o Jaime.

Trilhamos uma linda jornada. Em 80 meses, Jaime fez questão de decidir, mensalmente, o tema da capa e, quase sempre, escrever ele mesmo. Às vezes, ligava pra falar da ótima ideia que teve, às vezes sumia e, no dia certo, lá vinha o texto pronto, impecável.

Na sexta-feira, 9 de julho, quando preparávamos a Xapuri 81, pela primeira vez em sete anos, ele me pediu para cuidar de tudo. Foi uma conversa triste, ele estava agoniado com os rumos da doença e com a tragédia que o Brasil enfrentava. Não falamos em morte, mas eu sabia que era o fim.

Hoje, cá estamos nós, sem as capas do Jaime, sem as pautas do Jaime, sem o linguajar do Jaime, sem o jaimês da Xapuri, mas na labuta, firmes na resistência. Mês sim, mês sim de novo, como você sonhava, Jaiminho, carcamos porva e, enfim, chegamos à nossa edição número 100. E, depois da Xapuri 100, como era desejo seu, a gente segue esperneando.

Fica tranquilo, camarada, que por aqui tá tudo direitim.

Zezé Weiss

P.S. Você que nos lê pode fortalecer nossa Revista fazendo uma assinatura: www.xapuri.info/assine ou doando qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Gratidão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Parcerias

Ads2_parceiros_CNTE
Ads2_parceiros_Bancários
Ads2_parceiros_Sertão_Cerratense
Ads2_parceiros_Brasil_Popular
Ads2_parceiros_Entorno_Sul
Ads2_parceiros_Sinpro
Ads2_parceiros_Fenae
Ads2_parceiros_Inst.Altair
Ads2_parceiros_Fetec
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow

REVISTA

REVISTA 115
REVISTA 114
REVISTA 113
REVISTA 112
REVISTA 111
REVISTA 110
REVISTA 109
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow

CONTATO

logo xapuri

posts recentes