Pesquisar
Close this search box.

Paraopeba morto: Lama da Vale asfixiou o rio

Por: Matheus Garrôcho e Fernanda Vieira, G1 Centro-Oeste de Minas e MG2


 
Análise apontou morte do Rio Paraopeba, que foi afetado pelos rejeitos do rompimento da barragem em Brumadinho — Foto: Gaspar Nobrega/SOS Mata Atlântica

Análise apontou morte do Rio Paraopeba, que foi afetado pelos rejeitos do rompimento da barragem em Brumadinho — Foto: Gaspar Nobrega/SOS Mata Atlântica

Uma análise feita por uma equipe da Fundação “SOS Mata Atlântica” nesta segunda-feira (4) confirmou que o Rio Paraopeba está morto em Pará de Minas. No sábado (2), a Fundação constatou a morte do rio a 40 km de distância do ponto de rompimento da Barragem 1 da Mina Córrego do Feijão.

De acordo com a especialista em águas e coordenadora do programa Rede das Águas da Fundação, Malu Ribeiro, dejetos decorrentes do rompimento da barragem foram encontrados a cerca de meio metro de profundidade.

Conforme o Corpo de Bombeiros em Pará de Minas, o Rio Paraopeba percorre cerca de 90 km de Brumadinho até o município.

 
Após tragédia de Brumadinho, Fundação decreta morte do Rio Paraopeba em Pará de Minas

Após tragédia de Brumadinho, Fundação decreta morte do Rio Paraopeba em Pará de Minas

Em nota, a concessionária Águas de Pará de Minas, afirmou que continua monitorando os padrões de qualidade da água na captação do Rio Paraopeba e afirmou que não houve alteração nos parâmetros avaliados pela empresa. A concessionária afirmou, ainda, que não utilizará a água do rio até que haja uma recomendação oficial dos órgãos de controle competentes.

G1 e o MG2 também entraram em contato com a Vale, mas não obtiveram retorno.

Além de Pará de Minas, outros municípios vão receber a visita da Fundação. A intenção é percorrer cerca de 300 km pelo Rio Paraopeba, desde Brumadinho, ao Reservatório de Três Marias.

Análises

As análises apontaram que o rio tem, atualmente, 1,9 de índice de oxigenação. Segundo o Índice de Qualidade das Águas (IQA), o mínimo para existir qualidade de vida em um ambiente aquático é 5 e o índice aceitável é 8.

A turbidez, que é o grau de atenuação que um feixe de luz sofre ao atravessar a água, também está maior do que o normal: 6,5 vezes maior, conforme Malu. A média histórica de turbidez no Rio Paraopeba varia entre 56 e 66, o encontrado nesta segunda-feira foi de 366.

O alto índice de turbidez, segundo a especialista em água, foi o motivo para o abastecimento de água de Pará de Minas, que capta água do Paraopeba, ser interrompido – o aceitável para a captação é que o índice de turbidez seja, no máximo, de 100.

“Apesar da turbidez mais elevada, o Rio tem mais correnteza e isso aumenta a oxigenação. Mas [o nível de oxigênio] ainda é insuficiente para vida aquática e [deixa a água] imprópria para uso”, afirmou ao G1.

Fonte: G1 – https://g1.globo.com/mg/centro-oeste/noticia/2019/02/04/apos-tragedia-de-brumadinho-fundacao-decreta-morte-do-rio-paraopeba-em-para-de-minas.ghtml?fbclid=IwAR0cRLn28kaAWSBwiOiCZG98K8o-axOQoU5D1VIhpIEJCw9nHvnWigUWJOM


Salve! Pra você que chegou até aqui, nossa gratidão! Agradecemos especialmente porque sua parceria fortalece  este nosso veículo de comunicação independente, dedicado a garantir um espaço de Resistência pra quem não tem  vez nem voz neste nosso injusto mundo de diferenças e desigualdades. Você pode apoiar nosso trabalho comprando um produto na nossa Loja Xapuri  ou fazendo uma doação de qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Contamos com você! P.S. Segue nosso WhatsApp: 61 9 99611193, caso você queira falar conosco a qualquer hora, a qualquer dia. GRATIDÃO!

PHOTO 2021 02 03 15 06 15

E-Book A Verdade Vencerá – Luiz Inácio Lula da Silva

Em entrevista aos jornalistas Juca Kfouri e Maria Inês Nassif, Lula expressa sua indignação com o massacre sofrido ante a farsa da Lava Jato. Imperdível!
COMPRE AQUI

Capa Lula a verdade 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Parcerias

Ads2_parceiros_CNTE
Ads2_parceiros_Bancários
Ads2_parceiros_Sertão_Cerratense
Ads2_parceiros_Brasil_Popular
Ads2_parceiros_Entorno_Sul
Ads2_parceiros_Sinpro
Ads2_parceiros_Fenae
Ads2_parceiros_Inst.Altair
Ads2_parceiros_Fetec
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow

REVISTA

REVISTA 115
REVISTA 114
REVISTA 113
REVISTA 112
REVISTA 111
REVISTA 110
REVISTA 109
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow

CONTATO

logo xapuri

posts recentes