Pesquisar
Close this search box.

PT apresentará plano de reconstrução e transformação do Brasil

PT apresentará plano de reconstrução e transformação do Brasil

Proposta começou a ser tratada pela Executiva Nacional, diante da crise da pandemia e do desastre que o país vive sob Bolsonaro. Ideia é recolocar o Estado Nacional e o aprofundamento da democracia no centro do debate das saídas para a crise. Projeto passa por defesa da vida, do emprego e da renda, da valorização da democracia e da soberania nacional

A Comissão da Executiva Nacional do PT deu início nesta segunda-feira, 29 de junho, a um ciclo de debates em torno de um Programa de Reconstrução e Transformação do Brasil a ser apresentado à sociedade brasileira como saída para as crises política, econômica, social e sanitária. A ideia é apresentar ao país nas próximas semanas um projeto de superação da crise social, econômica e política agravada pelo presidente Jair Bolsonaro, que aprofundou a desigualdade no país e colocou o Brasil no seu pior momento da história.

No centro das discussões, o papel do Estado Nacional, forte, aglutinador e indutor do desenvolvimento, capaz de tirar o país do atoleiro institucional, econômico e social. A ideia de mobilizar os líderes do PT e a militância a rediscutirem um novo rumo para o país é do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O PT voltou a reafirmar seu compromisso com o impeachment de Bolsonaro, alvo de um pedido apresentado pelo partido, junto com outras seis legendas da oposição – PSOL, PSTU, PCdoB, PCB, PCO e UD – além de 400 organizações da sociedade civil. 

Lula quer aproveitar o ambiente do debate desse plano de reconstrução do Brasil para levar o PT a intensificar saídas políticas. A ideia é, inclusive, aproveitar o momento para apresentar projetos de lei ao Congresso, que intensifiquem a defesa do SUS, da vida e dos direitos sociais e dos trabalhadores, combinando ainda projetos de lei de iniciativa popular que possam mobilizar a sociedade.

“O cenário é de guerra, mas precisamos começar a lidar com a construção de um novo caminho para o país. A nação precisa voltar a ter esperança”, explica a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR). Ela diz que o debate sobre o futuro do país precisa ser traçado neste momento, em que a crise pode ser usada como oportunidade para mobilizar o país a debater saídas para um novo cenário político.

Cenário de guerra

Gleisi diz que as dificuldades do povo são crescentes, em meio à pandemia, e o governo só as tem aprofundado. A economia brasileira vai encolher 9%, o número de desempregados e de trabalhadores na informalidade supera a marca de 50 milhões de pessoas e o Brasil conta com mais de 58 mil mortes por Covid-19, além de 1,2 milhão de pessoas infectadas. Isso tudo sem que o governo Bolsonaro tenha sequer um esboço de projeto para o enfrentamento da crise.

“Se o governo não pode ou não quer desenhar um caminho para a retomada do país no pós-pandemia, com desenvolvimento econômico e justiça social, o PT vai apresentar um projeto a ser discutido com amplos setores da sociedade civil e dos movimentos sociais, além do Parlamento, para retomar a construção de uma nação soberana, que olha para todos e está preocupada em distribuir renda e promover o bem-estar”, explica Gleisi. A proposta em discussão ainda está em fase embrionária e seu primeiro esboço foi formulado pelo Centro de Altos Estudos da Fundação Perseu Abramo, ligada ao PT.

Durante a reunião da Executiva Nacional nesta segunda-feira, a ex-presidenta Dilma Rousseff lembrou que, em todo o mundo, os governos e dirigentes políticos começam a discutir a construção de um futuro em que a desigualdade está no centro dos debates. “O Brasil não pode se dar ao luxo de ignorar o que foi realizado entre 2003 e 2016, quando o golpe parlamentar interrompeu um projeto político que buscava manter o foco no povo brasileiro e no desenvolvimento nacional”, lembrou. “Uma parte da nossa tarefa é retomar as políticas públicas que colocavam os pobres e a maioria da população no centro do Orçamento da União, como beneficiário direto das políticas sociais”.

O presidente da Fundação Perseu Abramo, Aloizio Mercadante, está reunido desde o início do mês com os diversos Núcleos de Acompanhamento de Políticas Públicas (NAPPs), além de representantes das setoriais do PT, para desenvolver o plano. Um primeiro esboço será apresentado nesta terça-feira, 30, às bancadas do PT no Senado e na Câmara. Nos próximos dias, a proposta também será levada aos governadores e prefeitos, além dos diretórios estaduais e municipais, assim como as outras instâncias partidárias. “É um ponto de partida para darmos início ao debate e organizarmos um plano estratégico”, diz Mercadante.

Fonte: PT Notícias

Block

VISITE NOSSA LOJA
FORTALEÇA NOSSO PROJETO

DOAÇÃO - PIX: contato@xapuri.info

Capa Andarilhos 4

 

Block

Era novembro de 2014. Primeiro fim de semana. Plena campanha da Dilma. Fim de tarde na RPPN dele, a Linda Serra dos Topázios. Jaime e eu começamos a conversar sobre a falta que fazia termos acesso a um veículo independente e democrático de informação.

Resolvemos fundar o nosso. Um espaço não comercial, de resistência. Mais um trabalho de militância, voluntário, por suposto. Jaime propôs um jornal; eu, uma revista. O nome eu escolhi (ele queria Bacurau). Dividimos as tarefas. A capa ficou com ele, a linha editorial também.

Correr atrás da grana ficou por minha conta. A paleta de cores, depois de larga prosa, Jaime fechou questão – “nossas cores vão ser o vermelho e o amarelo, porque revista tem que ter cor de luta, cor vibrante” (eu queria verde-floresta). Na paz, acabei enfiando um branco.

Fizemos a primeira edição da Xapuri lá mesmo, na Reserva, em uma noite. Optamos por centrar na pauta socioambiental. Nossa primeira capa foi sobre os povos indígenas isolados do Acre: ‘Isolados, Bravos, Livres: Um Brasil Indígena por Conhecer”. Depois de tudo pronto, Jaime inventou de fazer uma outra boneca, “porque toda revista tem que ter número zero”.

Dessa vez finquei pé, ficamos com a capa indígena. Voltei pra Brasília com a boneca praticamente pronta e com a missão de dar um jeito de imprimir. Nos dias seguintes, o Jaime veio pra Formosa, pra convencer minha irmã Lúcia a revisar a revista, “de grátis”. Com a primeira revista impressa, a próxima tarefa foi montar o Conselho Editorial.

Jaime fez questão de visitar, explicar o projeto e convidar pessoalmente cada conselheiro e cada conselheira (até a doença agravar, nos seus últimos meses de vida, nunca abriu mão dessa tarefa). Daqui rumamos pra Goiânia, para convidar o arqueólogo Altair Sales Barbosa, nosso primeiro conselheiro. “O mais sabido de nóis,” segundo o Jaime.

Trilhamos uma linda jornada. Em 80 meses, Jaime fez questão de decidir, mensalmente, o tema da capa e, quase sempre, escrever ele mesmo. Às vezes, ligava pra falar da ótima ideia que teve, às vezes sumia e, no dia certo, lá vinha o texto pronto, impecável.

Na sexta-feira, 9 de julho, quando preparávamos a Xapuri 81, pela primeira vez em sete anos, ele me pediu para cuidar de tudo. Foi uma conversa triste, ele estava agoniado com os rumos da doença e com a tragédia que o Brasil enfrentava. Não falamos em morte, mas eu sabia que era o fim.

Hoje, cá estamos nós, sem as capas do Jaime, sem as pautas do Jaime, sem o linguajar do Jaime, sem o jaimês da Xapuri, mas na labuta, firmes na resistência. Mês sim, mês sim de novo, como você sonhava, Jaiminho, carcamos porva e, enfim, chegamos à nossa edição número 100. E, depois da Xapuri 100, como era desejo seu, a gente segue esperneando.

Fica tranquilo, camarada, que por aqui tá tudo direitim.

Zezé Weiss

P.S. Você que nos lê pode fortalecer nossa Revista fazendo uma assinatura: www.xapuri.info/assine ou doando qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Gratidão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Parcerias

Ads2_parceiros_CNTE
Ads2_parceiros_Bancários
Ads2_parceiros_Sertão_Cerratense
Ads2_parceiros_Brasil_Popular
Ads2_parceiros_Entorno_Sul
Ads2_parceiros_Sinpro
Ads2_parceiros_Fenae
Ads2_parceiros_Inst.Altair
Ads2_parceiros_Fetec
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow

REVISTA

REVISTA 115
REVISTA 114
REVISTA 113
REVISTA 112
REVISTA 111
REVISTA 110
REVISTA 109
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow

CONTATO

logo xapuri

posts recentes