Pesquisar
Close this search box.

Cães na ajuda do controle da Pandemia

Cães na ajuda do controle da Pandemia

Pesquisadores em Paris e em outros lugares acreditam que os cães podem farejar Covid-19 no suor de indivíduos infectados. Seria uma solução barata e confiável para resolver a falta de testes para todos, afirmam os cientistas

Por REDAÇÃO CONTI outra

Um novo estudo de pesquisadores da escola nacional de veterinária de Alfort, nos arredores de Paris, treinou oito pastores belgas de Malinois para identificar o cheiro do COVID-19 no suor de indivíduos infectados.

A taxa geral de sucesso dos cães foi quase perfeita, adivinhando corretamente uma média de 95% das amostras. Quatro cães identificaram com sucesso uma amostra de suor COVID positiva em 100% das tentativas.

Muitos dos países que obtiveram o maior sucesso em manter um número baixo de casos da Covid o fizeram com amplo uso de testes. O uso de cães, de acordo com os cientistas, aumentaria bastante a velocidade com que as pessoas poderiam ser testadas, e eles resolveram avançar com estudos subsequentes em caso de números ressurgentes como travamentos em todo o hemisfério norte.

Por séculos, observam os autores, os humanos têm usado o olfato como uma ferramenta para diagnósticos médicos, e os cães detectam o câncer em mais de 2.000 estudos científicos modernos.

Como o olfato altamente desenvolvido do animal foi usado pela primeira vez para detectar tumores malignos de bexiga, colorretal e outros tipos de câncer na década de 1980, a ideia de caninos detectores de doenças saiu do campo da oncologia para estudos de epilepsia, diabetes e até o Parkinson.

Para o estudo de Coronavírus, os autores coletaram 168 amostras de transpiração das axilas de indivíduos positivos para Covid que não precisavam de supervisão médica significativa. Eles usaram 18 cães treinados para detectar explosivos, câncer colorretal e sobreviventes durante as missões de busca e resgate.

Os frascos contendo amostras de transpiração Covid-positiva foram colocados em uma linha. Os funis foram inseridos nos frascos, permitindo que os caninos colocassem o nariz perto da amostra. Os ensaios foram realizados com 3, 4, 6 e 7 frascos, com apenas um contendo uma amostra positiva.
“Os resultados deste primeiro estudo de prova de conceito demonstram que pessoas positivas para COVID-19 produzem um suor axilar que tem um odor diferente, para o cão de detecção, do que pessoas negativas para COVID-19”, escrevem os autores do estudo.
“Em um contexto em que, em muitos países do mundo, faltam testes de diagnóstico para estabelecer uma detecção em massa de pessoas contaminadas com COVID-19, achamos importante explorar a possibilidade de introduzir a detecção olfativa de cães como uma solução rápida, confiável e “ferramenta” barata para pré-testar pessoas dispostas ou ser uma opção de verificação rápida em determinadas circunstâncias. ”
Redação CONTI outra. Com informações de goodnewsnetwork

Slide 1

UMA REVISTA PRA CHAMAR DE NOSSA

CONTRIBUA COM A REVISTA XAPURI
PIX: contato@xapuri.info

revista 115

<

p style=”text-align: justify;”> 

Block

Era novembro de 2014. Primeiro fim de semana. Plena campanha da Dilma. Fim de tarde na RPPN dele, a Linda Serra dos Topázios. Jaime e eu começamos a conversar sobre a falta que fazia termos acesso a um veículo independente e democrático de informação.

Resolvemos fundar o nosso. Um espaço não comercial, de resistência. Mais um trabalho de militância, voluntário, por suposto. Jaime propôs um jornal; eu, uma revista. O nome eu escolhi (ele queria Bacurau). Dividimos as tarefas. A capa ficou com ele, a linha editorial também.

Correr atrás da grana ficou por minha conta. A paleta de cores, depois de larga prosa, Jaime fechou questão – “nossas cores vão ser o vermelho e o amarelo, porque revista tem que ter cor de luta, cor vibrante” (eu queria verde-floresta). Na paz, acabei enfiando um branco.

Fizemos a primeira edição da Xapuri lá mesmo, na Reserva, em uma noite. Optamos por centrar na pauta socioambiental. Nossa primeira capa foi sobre os povos indígenas isolados do Acre: ‘Isolados, Bravos, Livres: Um Brasil Indígena por Conhecer”. Depois de tudo pronto, Jaime inventou de fazer uma outra boneca, “porque toda revista tem que ter número zero”.

Dessa vez finquei pé, ficamos com a capa indígena. Voltei pra Brasília com a boneca praticamente pronta e com a missão de dar um jeito de imprimir. Nos dias seguintes, o Jaime veio pra Formosa, pra convencer minha irmã Lúcia a revisar a revista, “de grátis”. Com a primeira revista impressa, a próxima tarefa foi montar o Conselho Editorial.

Jaime fez questão de visitar, explicar o projeto e convidar pessoalmente cada conselheiro e cada conselheira (até a doença agravar, nos seus últimos meses de vida, nunca abriu mão dessa tarefa). Daqui rumamos pra Goiânia, para convidar o arqueólogo Altair Sales Barbosa, nosso primeiro conselheiro. “O mais sabido de nóis,” segundo o Jaime.

Trilhamos uma linda jornada. Em 80 meses, Jaime fez questão de decidir, mensalmente, o tema da capa e, quase sempre, escrever ele mesmo. Às vezes, ligava pra falar da ótima ideia que teve, às vezes sumia e, no dia certo, lá vinha o texto pronto, impecável.

Na sexta-feira, 9 de julho, quando preparávamos a Xapuri 81, pela primeira vez em sete anos, ele me pediu para cuidar de tudo. Foi uma conversa triste, ele estava agoniado com os rumos da doença e com a tragédia que o Brasil enfrentava. Não falamos em morte, mas eu sabia que era o fim.

Hoje, cá estamos nós, sem as capas do Jaime, sem as pautas do Jaime, sem o linguajar do Jaime, sem o jaimês da Xapuri, mas na labuta, firmes na resistência. Mês sim, mês sim de novo, como você sonhava, Jaiminho, carcamos porva e, enfim, chegamos à nossa edição número 100. E, depois da Xapuri 100, como era desejo seu, a gente segue esperneando.

Fica tranquilo, camarada, que por aqui tá tudo direitim.

Zezé Weiss

P.S. Você que nos lê pode fortalecer nossa Revista fazendo uma assinatura: www.xapuri.info/assine ou doando qualquer valor pelo PIX: contato@xapuri.info. Gratidão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Parcerias

Ads2_parceiros_CNTE
Ads2_parceiros_Bancários
Ads2_parceiros_Sertão_Cerratense
Ads2_parceiros_Brasil_Popular
Ads2_parceiros_Entorno_Sul
Ads2_parceiros_Sinpro
Ads2_parceiros_Fenae
Ads2_parceiros_Inst.Altair
Ads2_parceiros_Fetec
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow

REVISTA

REVISTA 115
REVISTA 114
REVISTA 113
REVISTA 112
REVISTA 111
REVISTA 110
REVISTA 109
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow

CONTATO

logo xapuri

posts relacionados