Formosa: Salto do Itiquira, Maravilha Natural de Goiás

Formosa: Salto do Itiquira, Maravilha Natural de Goiás

Por votação popular, o Salto do Itiquira é escolhido a segunda maravilha natural Goiás…

O Salto do Itiquira, localizado no município de Formosa, é a segunda das sete belezas naturais do estado de Goiás. O Itiquira, cujo nome indígena significa abundância, ou fartura das águas, foi escolhido dentre outros 77 patrimônios naturais selecionados segundo os critérios técnicos da Goiás Turismo.

Por Eduardo Pereira

A escolha das 7 belezas naturais de Goiás foi um iniciativa do site Curta Mais, https://www.curtamais.com.br/ , sob a chancela da Goiás Turismo. A votação pública foi realizada via internet, durante  30 dias. Segundo o Curta Mais, foram computados cerca de 10 mil votos.

Para Marcelo Albuquerque, CEO do Curta Mais, a votação, feita diretamente no site, foi realizada em um processo justo e igualitário onde todos os participantes puderam promover suas belezas naturais nas redes sociais e em seus espaços físicos.

“Sabemos que toda lista gera polêmica, mas o critério foi o mais democrático e transparente possível para escolher as 7 maravilhas naturais de Goiás segundo o voto popular. Todos  tiveram exatamente a mesma chance e quem mais teve mobilização, conquistou mais votos. Além da importância da chancela oficial da Goiás Turismo, ficamos felizes em saber que as pessoas passaram a conhecer novos lugares e podem colocar esses destinos em suas próximas viagens”, explica Marcelo, que apresenta aqui  o resultado completo da votação.

Da mesma forma Leandro Garcia, presidente da  Goiás Turismo,  diz sentir-se satisfeito com os resultados da promoção:  “Toda essa movimentação só ajuda a contribuir na promoção das belezas do nosso estado. Parabéns às novas 7 maravilhas naturais de Goiás, a todos os participantes e ao Curta Mais por mais essa inciativa. A lista passa a ser uma referência para turistas e também nas políticas públicas de incentivo ao turismo goiano”, afirma Leandro.

Salto

2a MARAVILHA: O SALTO DO ITIQUIRA

Segundo colocado na votação, obteve 10.57% da preferência do público. Localizado no município de Formosa, a 280 km de Goiânia e 80 km de Brasília, o mais novo atrativo entre as 7 belezas naturais de Goiás, é um achado de tirar o fôlego em uma região privilegiada com muitas belezas.  Cravado no Parque Municipal do Itiquira, a cachoeira tem 168m de queda livre, sendo a 7ª maior queda do país e a maior em fácil acesso do Brasil. Ainda pouco visitada pelos goianos, o lugar já foi descoberto por estrangeiros que chegam de várias partes do mundo. Uma dica preciosa é fazer a visita pela manhã quando as gotículas de água formam um arco-íris na base do salto e também observar a revoada de andorinhas, compondo um cenário simplesmente incrível.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Salto

ANOTE AÍ:

+ INFO – CAT Centro de Atendimento ao Turista: (61) 3981-1234  Site: www.formosa.go.gov.br

Fotos: Prefeitura Municipal de Formosa/Goiás Turismo

AS DEMAIS  MARAVILHAS DE GOIÁS SÃO:

1a Maravilha Natural de Goiás: Lago das Brisas – Buriti Alegre

Lago

Com 11.62% dos votos, o Lago das Brisas foi o mais votado pelo público.  A 316 km de Goiânia e 437 de Brasília, Britânia é privilegiada com as belezas do Rio Araguaia, do Lago dos Tigres e do Rio Vermelho, atraindo os amantes da pesca e dos esportes náuticos. Os clubes, campings e áreas públicas com infraestrutura estão todos localizados às margens do lago gigante. Destaque para as praias formadas às margens do lago que recebem milhares de turistas na alta temporada e ficam ainda mais belas de junho a setembro.

+ INFO: CAT Centro de Atendimento ao Turista: (62) 3383-1233  Site: www.britania.go.gov.br Foto: Goiás Turismo

3a Maravilha:  Cachoeira Santa Bárbara – Cavalcante

Cachoeira

Com 8.17% dos votos, a Cachoeira Santa Bárbara agora é uma das 7 Maravilhas Naturais de Goiás e não faltam motivos para justificar a escolha popular. O lugar faz parte do complexo de cachoeiras do Rio Prata e reserva belas paisagens com vários poços para banhos e vegetação muito preservada. Localizada a 26 km de Cavalcante, uma estradinha de terra dá acesso ao lugar de beleza exuberante. Apesar da relativa dificuldade para chegar até lá, o programa vale (e muito) qualquer sacrifício. Após chegada ao Engenho II o visitante aproximadamente 6 km a pé em trilha com nível moderado. Com vegetação preservada, tem alto grau de significância e atratividade pela beleza que o atrativo oferece. Na dúvida se encara a aventura? O encontro de luzes dá uma tonalidade azul ao poço formado pelas águas da cachoeira. A Santa Bárbara é um dos vários motivos para você visitar a incrível Cavalcante, na Chapada dos Veadeiros. Distante 510 km de Goiânia e 308 km de Brasília, a cidade é destino perfeito para o ecoturismo e oferece pousadas aconchegantes para descansar depois do passeio.

+ INFO:  CAT Centro de Atendimento ao Turista: (62) 3494-1507 Site: www.cavalcante.go.gov.br

Foto: Goiás Turismo/Flavio Isaac

4a Maravilha:  Cachoeira Santa Helena – Caiapônia

Cachoeira

Conhecida por suas cachoeiras, Caiapônia, a 318 km de Goiânia e 539 de Brasília, é um prato cheio para o ecoturismo e aventura. O destino conta com boa estrutura para a prática de esportes de aventura como rapel em cachoeira, moutain bike, caminhadas em trilhas ou até mesmo contemplar a privilegiada natureza. Em meio a tantas belezas locais, a Cachoeira Santa Helena, foi escolhida pelo público como uma das 7 Maravilhas Naturais de Goiás com 6.66% dos votos. O acesso é regular e o lugar é ideal para o programa de família com direito a banhos em águas cristalinas.

+INFO: CAT Centro de Atendimento ao Turista: (64) 3663-1899 Site: www.caiaponia.go.gov.br

5a Maravilha:  Poço Encantado – Teresina de Goiás

Poço

A Cachoeira Poço Encantado recebeu 6,6% dos votos e entrou para a seleta lista das 7 Maravilhas Naturais de Goiás. Localizada na Fazenda Rio de Pedra, dentro da Chapada dos Veadeiros, a 274km de Brasília e 517 km de Goiânia, esta belíssima queda de águas cristalinas é cercada por uma vegetação exuberante e muito bem conservada.

O Poço Encantado tem 38 metros de altura, divididos entre a parte de baixo da cachoeira com 20 metros e, logo após um pequeno platô, a de cima com 18 metros. Já o poço principal da cachoeira mede por volta de 50 metros de diâmetro, formando uma maravilhosa piscina natural. E outra característica muito interessante é a praia de areias brancas que muda consideravelmente a cada nova cheia do poço, reaparecendo em belos e variados tamanhos e formatos.

O atrativo é uma das boas opções de Teresina de Goiás, o mais novo dos municípios da Chapada dos Veadeiros, também riquíssimo em história e cultura. Comunidades Kalunga, 17 cachoeiras e cajueiros fazem parte do programa.

CAT Centro de Atendimento ao Turista: (62) 3467-1140 / (61) 9977-4140 ou (62) 9676-1509
Site: www.teresinadegoias.go.gov.br   Foto :Goiás Turismo / Silvio Quirino

6a Maravilha: Cachoeira Santa Maria – Pirenópolis

Cachoeira

Pirenópolis (a 130 km de Goiânia e 140 km de Brasília)  tem uma representante entre as 7 Maravilhas Naturais de Goiás. Entre tantos atrativos incríveis, o público escolheu a linda cachoeira Santa Maria com 5.56% do total dos votos. Para chegar até lá, o caminho é bem simples e rápido. Uma trilha leve de apenas 500 metros leva a um grande banco de areia que forma uma espécie de praia de água doce e corrente. Perfeito para um banho! No melhor programa sombra e água fresca, o visitante conta com espaço para descansar e aproveitar o melhor do lugar, inclusive a visão para os 8 metros de queda d’água. A trilha dura menos de 10 minutos e o caminho é bem preparado para qualquer pessoa, inclusive com dificuldades de locomoção.

+ INFO: CAT Centro de Atendimento ao Turista: (62) 3331-2633
Site: www.pirenopolis.go.gov.br

7a Maravilha: Poço do Sucuri – Cidade de Goiás

Poço

Conhecida carinhosamente pelo nome de Goiás Velho, a antiga capital do Estado foi fundada no Ciclo do Ouro e retrata o período colonial brasileiro de uma maneira muito particular, razão pela qual é Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

Casinhas e casarões históricos, ruas de paralelepípedos, completam a paisagem na terra de Cora Coralina, uma das principais poetisas brasileiras de todos os tempos. O representante vilaboense entre as 7 Maravilhas Naturais de Goiás é o Poço do Sucuri.

No balneário do Poço do Sucuri há uma série de trilhas possíveis, que levam os turistas a cachoeiras e poços, piscinas naturais. Além das trilhas, das cachoeiras e poços fundos de água cristalina (e fria, apesar de boa), a fauna do local é belíssima, afinal de contas é o cerrado.

+ INFO: CAT Centro de Atendimento ao Turista: (62) 3371-7726
Site: www.prefeituradegoias.go.gov.br

FONTE: Conteúdo e Fotos do Site Curta Mais, a quem, juntamente com a Goiás Turismo, a Xapuri parabeniza pela iniciativa. Parabéns a todos os Patrimônios Naturais e em especial a Formosa, cidade-sede da Xapuri, pelo Salto do Itiquira!

http://xapuri.info/mariana-tres-anos-depois-pescadores/

Block

Era novembro de 2014. Primeiro fim de semana do mês. Plena campanha da Dilma. Fim de tarde na RPPN Linda Serra dos Topázios, do Jaime Sautchuk, em Cristalina, Goiás. Jaime e eu começamos a conversar sobre a falta que fazia termos acesso a um veículo de informação independente e democrático, mas com lado. Ali mesmo, naquela hora, resolvemos criar o nosso. Um espaço não comercial, de resistência. Um trabalho de militância, tipo voluntário, mas de qualidade, profissional.
Jaime propôs um jornal; eu, uma revista. O nome, Xapuri, eu escolhi (ele queria Bacurau). Dividimos as tarefas. A capa ficou com ele, a linha editorial também. Correr atrás de grana ficou por minha conta. A paleta de cores, depois de larga prosa, ele escolheu (eu queria verde-floresta).
Fizemos a primeira edição da Xapuri lá mesmo, na Reserva, praticamente em uma noite. Já voltei pra Brasília com uma revista montada e com a missão de dar um jeito de diagramar e imprimir.
Nos dias seguintes, o Jaime veio pra Formosa, pra convencer minha irmã Lúcia a revisar a revista, no modo grátis. Daqui, rumamos pra Goiânia, pra convidar o arqueólogo Altair Sales Barbosa para o Conselho Editorial. Altair foi o nosso primeiro conselheiro. Até a doença se agravar, Jaime fez questão de explicar o projeto e convidar, ele mesmo, cada pessoa para o Conselho.
O resto é história. Jaime e eu trilhamos juntos uma linda jornada. Depois da Revista Xapuri veio o site, vieram os e-books, a lojinha virtual (pra ajudar a pagar a conta), os podcasts e as lives, que ele amava. Em 80 meses, Jaime fez questão de decidir, mensalmente, o tema da capa e, quase sempre, escrever ele mesmo a matéria.
Na tarde do dia 14 de julho de 2021, aos 67 anos, depois de longa enfermidade, Jaime partiu para o mundo dos encantados. No dia 9 de julho, quando preparávamos a Xapuri 81, pela primeira vez em sete anos, ele me pediu para cuidar de tudo. Foi uma conversa triste, ele estava agoniado com o agravamento da doença e com a tragédia que o Brasil enfrentava. Não falamos em morte, mas eu sabia que era o fim.
É isso. Agora aqui estou eu, com uma turma fantástica, tocando nosso projeto, na fé, mas às vezes falta grana. Você pode me ajudar a manter o projeto assinando nossa revista, que está cada dia mió, como diria o Jaime. Você também pode contribuir conosco comprando um produto em nossa lojinha solidária (lojaxapuri.info) ou fazendo uma doação via pix: contato@xapuri.info. Gratidão!
Zezé Weiss
Editora